[ editar artigo]

Será que expomos demais nossos filhos?

Será que expomos demais nossos filhos?

Somos a primeira geração de pais com filhos que nasceram com as redes sociais. E por esse motivo, é muito difícil definir um limite do que é certo ou errado em relação a exposição que fazemos dos nossos filhos nas redes. Acaba que, cada família define seu limite, de acordo com o que se sente confortável em fazer, mas tenho refletido muito sobre isso, já que tenho uma conta pública e falo muito sobre maternidade, porém, não quero expor meu filho. Já venho evitando muitas fotos por lá, e sempre que posto, penso se tal foto pode ser usada pra alguma coisa por outra pessoa, ou se ele se sentirá confortável com a postagem no futuro. E longe de mim julgar o comportamento de cada família, mas acho muito importante que façamos essa reflexão, pois precisamos entender que não temos a posse sobre a privacidade de nossos filhos, e enquanto eles nao puderem decidir sozinhos o que querem ter postado nas redes sociais, devemos ter esse bom senso por eles. Tenho a sensação de que as redes sociais são a "nova agência de modelos" das crianças, os pais orgulhosos de seus pequenos, não precisam mais agenciar seus filhos para que façam propagandas ou se tornem famosos, basta abrir uma conta no Instagram, que muitas crianças, desde o nascimento já tem seu dia-dia compartilhado, já recebe diversos presentes (recebidos) e tem milhares de fãs (seguidores). Mas obviamente, essa criança não decide por si só se quer ter essa superexposição, e quando crescer, talvez toda essa exposição já tenha causado mais danos do que os pais imaginam. Ansiedade, depressão, bullying, e outras consequências gravíssimas que podem ocorrer, mas é claro que existe um equilíbrio nisso tudo, que podemos buscar. Quando pequenos, enquanto não podem escolher por si mesmos, nós é quem devemos pensar sobre possíveis consequências de uma publicação, e se fazer perguntas como: Será que no futuro podem rir dele por causa disso? Ou, será que essa foto pode ser roubada e ser usada para outros fins? Será que ele se sentirá orgulhoso dessa foto no futuro? E junto com esse nosso entendimento do que é o meio termo e equilíbrio no uso das redes sociais, está o lado "benéfico" do uso, como compartilhar com amigos e familiares, o crescimento se nossos filhos, numa época de pandemia por exemplo, meu filho conheceu pouquíssimas pessoas pessoalmente, e as redes sociais colaboram para que aqueles que não podem vê-lo, possam acompanhar sua evolução. Também podemos usar as redes sociais para ensinar sobre privacidade e consentimento para nossos filhos quando estiverem maiores, e fazendo a escolha sobre postar ou não, ser apenas deles. 
Atualmente, uma criança com 5 anos, já tem em média mil fotos compartilhadas nas redes sociais, isso por si só já terá um grande impacto na vida dela, agora, imagina essa criança tendo um perfil aberto só dela? Com milhares de seguidores e recebendo diversos "presentes" ? Uso esse exemplo, porque uma filha de um ex chefe meu, recebia esse tipo de atenção em sua rede social com mais de 20 mil seguidores, e sempre imaginei o impacto que isso poderá ter no futuro dessa menina,  mas é claro que os níveis de exposição são diversos, uns menos invasivos, porém, TODOS representam de certa forma, uma violação a esse direito de privacidade deles, mas enquanto procuramos o equilíbrio, e definimos cada um, o que é melhor pros nossos filhos, além das dicas que já citei, outros exemplos de cuidado, são: 
Não compartilhar localizacao, conhecer a política de privacidade dia sites e redes, definindo por exemplo que o algoritmo da postagem não pode aparecer em um site de pesquisa, pensar no que eles vão sentir no futuro quando virem determinada foto, dar o poder de veto a crianças maiores, pois ensinaá-los sobre consentimento é primordial!!! E ficar atentos também a quantidade de tempo que ficamos nas redes sociais, afinal, não queremos que eles percam a vida em frente a uma tela de celular, e precisamos ser exemplo. 
Por aqui, vocês verão muito post sobre maternidade, introdução alimentar e tudo o que permeia esse universo, mas sempre preservando a privacidade dele, já postei algumas fotos dele, mas evito muito e tenho repensado a quantidade do que é compartilhado e como é compartilhado, acho que não preciso expor meu amor, pra falar sobre esses temas tão importantes. E vocês, já acharam esse equilíbrio? Já tinham pensado sobre esse assunto? Me contem ;)

Rede Sustentaoquê?
Monique Brasil Ribeiro
Monique Brasil Ribeiro Seguir

Mamãe ativista, muito preocupada com o mundo que estamos deixando aos nossos filhos! Precisamos respeitar nossas crianças e deixar um legado que não seja somente pasto, plástico e poluição. Falo sobre comida e outras formas de nutrir a vida!!!

Ler conteúdo completo
Indicados para você